Archive for the ‘Liberdade’ Category

Um caminho perigoso

Em tempos de globalização e intensa difusão de informação, é perturbador admitir que indivíduos e meios de comunicação ainda enfrentam inúmeras restrições à liberdade. Na China, por exemplo, o caso de Gao Zhisheng — o ativista chinês dos direitos humanos e ferrenho defensor do estado de direito desaparecido há um ano — mostra como ainda é perigoso expressar certas ideias.

Mas seria um engano pensar que isso acontece exclusivamente em países comunistas e assumidamente autoritários: a Press Emblem Campaign — uma ONG com base em Genebra, na Suíça — mostra que jornalistas no mundo inteiro são vítimas frequentes da tirania da censura, seja de governos ou de grupos que não desejam ter seus atos expostos aos olhos do público. De acordo com a organização, neste ano de 2010 pelo menos 67 jornalistas já foram mortos em serviço enquanto lutavam contra violações da liberdade de expressão e de imprensa, reportando-as ao mundo.

E onde entra o Brasil nessa história? Não é necessário procurarmos muito longe para encontrarmos exemplos explícitos de censura no país. O período de campanha eleitoral desse ano de 2010 iniciou com a notícia de que a Justiça eleitoral promete rigor no cumprimento da Lei nº 9.504/97, que aborda a proibição do uso de “trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que, de qualquer forma, degrade ou ridicularize candidato, partido ou coligação” pelas emissoras de rádio e televisão.

Na prática, isso significa um maior policiamento dos programas humorísticos, que deverão deixar o farto assunto das eleições de lado se não quiserem enfrentar as punições do governo previstas na lei. Estabelecendo uma regulamentação estatal da indústria do humor em um período tão importante para o país, a lei eleitoral vigente demonstra uma intolerância típica de ditaduras.

O caso se torna ainda mais grave quando percebemos que o prejuízo resultante de tais medidas não atinge apenas os ofertantes desse serviço. Os espectadores também acabam sendo vítimas dessa opressão. Uma legislação que dá força à ideia de que o cidadão precisa da ajuda do estado para se proteger de si mesmo subestima e desrespeita a capacidade do eleitor de distinguir a brincadeira da realidade e de tomar as suas próprias decisões sozinho.

Os violadores da lei no Brasil certamente terão um tratamento relativamente brando pela sua infração. A possível multa de até 200 mil reais é, sem dúvida, muito mais suave do que os sequestros, aprisionamentos e torturas sofridos por Gao Zhisheng e do que o fim trágico do grande número de jornalistas que compõem as estatísticas da PEC. Mesmo assim, o rumo que o país ameaça seguir é preocupante. Leis que violam direitos garantidos pela própria constituição são incompatíveis com a democracia, mancham a imagem do país e amordaçam o cidadão. Quanto antes tais regras forem extirpadas da legislação, mais rápido o país se afastará do perigoso caminho que anda trilhando.

Artigo publicado originalmente no site OrdemLivre.org.

A força da mulherada no movimento liberal

Artigo de hoje do OrdemLivre.org, escrito pelo Bruno Garschagen, fala sobre o papel das mulheres no movimento pela liberdade no Brasil.

Futebol libertário

Alguém mais achou o teaser do PES 2011 totalmente libertário? 🙂

Respostas a Michael Moore

Ron Paul rebate argumentos de Michael Moore no Programa Larry King Live.

VII Prêmio Donald Stewart Jr.

Estão abertas as incrições para o VII Prêmio Donald Stewart Jr. desse ano.

Banner VII DSJ

O Prêmio Donald Stewart Jr. é um concurso de ensaios promovido pelo Instituto Liberal – IL, na pessoa do presidente do Conselho de Mantenedores Paulo Stewart, com o apoio da Foundation for Economic Education – FEE, do Instituto Millenium e do OrdemLivre.org e se destina a jovens de até 26 (vinte e seis) anos completos, matriculados em Cursos Universitários ou Superiores.

A premiação inclui bolsas para os seminário de verão da Foundation for Economic Education e do Cato Institute, além das passagens aéreas e ajuda de custo.

As incrições podem ser feitas no site do Instituto Liberal.

Liberdade x Felicidade

sad woman

Gerard O’Neill, do blog Turbulance Ahead, fala que, com a igualdade dos sexos, nós mulheres nos tornamos mais infelizes. A maior liberdade de escolha traz também maiores responsabilidades e a consciência de que não podemos ter tudo o que temos a liberdade de querer. 

Mas alguma de nós abre mão dessa infelicidade? Segundo Tim Worstall, não.

O rebelde desconhecido

unknown rebel

Há exatos 20 anos, um homem conseguiu sozinho parar uma fila de tanques militares chineses. Em defesa dos seus ideias, o rebelde desconhecido enfrentou corajosamente o poder de um governo que, ainda hoje, não tolera qualquer confrontação.

Não se sabe o que aconteceu com ele e é difícil acreditar que um governo tão cruel tenha deixado tamanho “desaforo” impune.

Esse episódio deve servir de alerta para passarmos a enfrentar com mais coragem e ousadia tudo que se coloca no caminho da nossa liberdade.

So go find your own metaphor for the government tank pictured above.

Then put yourself in front of it.

Sem traição

LysanderSpoonerLivro novo na biblioteca do Libertarianismo.com:

Sem traição, de Lysander Spooner.

O fim do libertarianismo

Dizem que o libertarianismo acabou.

Mas, por acaso, ele chegou a existir em algum lugar?

Como seria um lugar onde ele fosse, realmente, colocado em prática?

Jeffrey A. Miron responde:

In Libertarian Land, government would not protect private agents from the downsides of their risky decisions. This means no rescues or bailouts for banks, airlines, or car companies. No deposit insurance, no pension benefit guarantees, and so on.

In Libertarian Land, individuals and businesses would take risks, but they would think long and hard about these risks. Some individuals and businesses would profit handsomely from smart risk-taking, but many would earn modest returns on average because their seemingly “excessive” returns in good times would be balanced by big losses in bad times.

Reasonable people can debate whether consistent pursuit of libertarian policies would have improved U.S. economic performance over the past two centuries. They cannot claim, however, that recent events demonstrate the failure of libertarian policies, since those policies have not been employed.

At a minimum, the jury is still out on whether a truly libertarian policy regime is desirable. With luck, some government will one day have the courage to give it a try.”

“Free minds and free markets”

reason

A edição de junho da revista Reason já pode ser lida online.

Liberdade de informação X Governos autoritários

Marcos Guterman, do Estadão, publicou no seu blog fotos dos pôsteres de uma campanha da Sociedade Internacional de Direitos Humanos em favor da liberdade de informação.

Muito bem bolados.

Motorhome Diaries

mhd-logo_129x110

O Motorhome Diaries é a história de três amigos que pegaram a estrada em abril de 2009 para procurar por liberdade na América. Durante o caminho, os amigos Jason, Pete e Tom interagem com indivíduos e grupos de diferentes ambientes e pontos de vista em universidades, lares, empresas e organizações que se unem por um objetivo: aumentar a liberdade individual e responsabilidade e diminuir a esfera de ação do governo.

Eles já entrevistaram Ron Paul – pré-canditado à presidência da última eleição norte-americana -, David Nolan – fundador do Partido Libertário dos Estados Unidos – e até já foram presos.

A viagem pode ser acompanhada no site do Motorhome Diaries, no canal MHDiaries do Youtube e no Twitter.

Star Wars libertário

Cena deletada do filme Star Wars Episódio IV:  Uma Nova Esperança, trazendo uma crítica explícita ao governo inflado e à estatização da indústria.

(2:47) “What good’s all your uncle’s work if the Empire takes it over? You know they’ve already started to nationalize commerce in the central systems? It won’t be long before your uncle is just a tenant, slaving for the greater glory of the Empire.”

Um olhar sobre a globalização

premio

Meu ensaio do VI Prêmio Donald Stewart foi publicado no site do Instituto Ludwig von Mises Brasil.

O tema dessa edição do Prêmio foi “Globalização e Liberdade”.

Quem quiser ler, vai .

Legalização das drogas

Diogo Costa, editor do OrdemLivre.org, fala sobre a legalização das drogas na Record News.